Imprensa

;
25-Jan-2018 13:00 - Atualizado em 25/01/2018 13:25
Construção Sustentável

Startup fabrica bloco termoacústico e revoluciona o mercado de construção

2018, editor, Divulgação
Dayana Almeida comanda a startup que lançou modelo inovador de construçãoDivulgação
A Day House, uma startup mineira, com sede na cidade de Arcos, distante cerca de 170 km da capital Belo Horizonte, é fruto da força de vontade de Dayana Almeida que, após ser diagnosticada com uma grave doença autoimune (uma história que vamos contar aqui posteriormente), vislumbrou entrar no mercado com a meta ambiciosa de tirar a construção civil da idade da pedra reduzindo os custos e acelerando a construção de moradias populares, e até mesmo edifícios, com o advento do seu bloco termoacústico.

A startup, ou melhor a construtora Day House, também traz o conceito de fábrica itinerante para a construção de casas populares, levando seus equipamentos para a fabricação dos blocos diretamente ao canteiro de obras, a fim de reduzir custos de frete e agilizar bastante o tempo de execução da obra.

Se nos colocarmos diante de uma construção civil que produz mais de 120.000 toneladas de resíduos por dia e é responsável por 61% de todo o lixo gerado nas cidades brasileiras, segundo dados da ABRELPE – Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais, e sendo que cerca de 70% dos resíduos produzidos pela indústria de construção vêm das pequenas obras, realizadas de maneira informal e sem orientação técnica, teremos um cenário desafiador, porém bastante positivo para a expansão do conceito do bloco termoacústico e do modus-operandi itinerante da Day House no país.

2018, editor, Divulgação
Casas populares construídas com bloco termoacústico Divulgação
Diferenciais do bloco termoacústico determinam seu conceito sustentável

Levantar uma casa popular de 50 m² com blocos preenchidos com isopor e assentados com argamassa industrializada, também chamada de adesivo polimérico, em um prazo de 90 dias sem gerar resíduos, com uma economia de 75% do consumo de água na obra, é a meta básica da Day House.

O bloco termoacústico é dotado de propriedades antichama e antirruído, eliminando até 40% do ruído externo, cumprindo a norma 15.575 da ABNT, que faz do isolamento acústico uma obrigação que as construtoras precisam garantir às edificações. A propriedade de isolamento térmico do EPS naturalmente gera conservação da temperatura e obviamente a economia de energia elétrica, ao diminuir o uso de aquecedores e ares-condicionados.

O grande diferencial do produto é a leveza e o tamanho. Cada bloco mede 100X40 cm e espessura entre 10,15 e 20 cm.  É o maior e mais leve do mercado nacional. Cada peça equivale a 9 tijolos comuns, reduzindo (e muito) o tempo de construção. Com esta nova tecnologia, cada m² construído passa de 51 para 9 minutos de execução.

A startup prova que é possível substituir a construção tradicional, com técnicas praticadas desde os anos 70, primórdios da construção sustentável, aliada a uma tecnologia genuinamente brasileira, que além de gerar economia, reduz o desperdício de energia, reduz o consumo de água e o seu consequente desperdício, além de eliminar formação de outros resíduos e entulhos, proporcionando ainda conforto e segurança à edificação, para tornar realidade o ideal da sustentabilidade.

Fonte: Cla Cri Com Assessoria de Imprensa

Tem Sustentável
Deixe seu Recado