Imprensa

;
13-Abr-2017 10:56

Rede de automação

rede, automação,
Rede de automação

As soluções tecnológicas que estão entrando no mercado são muito promissoras, é empolgante saber que podemos ter em nossas casas funcionalidades que eram vistas em filmes futuristas. E o melhor, essas estão cada vez mais acessíveis.

Porém, quando pensamos em tecnologia, esquecemos que existe um fator crucial para o bom funcionamento dos equipamentos: a internet. E para uma boa rede de WiFi, existem alguns fatores que devem ser considerados:

- Equipamentos (como Roteadores, Switches e Access Points);

- Rede de Fornecimento de Dados (banda larga contratada com fornecedores como: Net Virtua, Vivo Speedy, Embratel);

 - Instalação (Cabeamento estruturado, cabos de boa qualidade e sem emendas, alocamento dos equipamentos em locais estratégicos). 

Quando falamos em rede WiFi, muitos relacionam a mesma apenas ao roteador que encontramos no varejo, e se o sinal não dá alcance em residência, compram outro para ampliar o alcance. Mas para haver perfeita harmonia em um rede, é necessário um projeto de rede (para definir locais estratégicos e economia de recursos); verificação das necessidades do local (quantas interferências como paredes, espelhos, cerâmicas e demais barreiras); consumo (downloads, uploads, carregamentos de streaming, etc.) e também quantidade de pessoas que usarão a rede. Após tudo isso, é definido o tipo de equipamento, banda e cabeamento utilizado.

 Temos por exemplo esses ambientes:

- Apartamento para 2 pessoas;

- Casa com 5 pessoas;

- Escritório com 10 pessoas;

- Empresa com 50 pessoas;

- Empresa com 500 pessoas. 

Cada local descrito acima é adotada uma solução diferente, com equipamentos diferentes. Portanto, é importante ter essa consideração com seu projeto, investindo em inteligência de Rede e WiFi, pois irá lhe proporcionar satisfação, economia e qualidade de vida.

Fonte: Automatic House

Deixe seu Recado