Imprensa

;
12-Jan-2020 23:57
Automação Residencial

Quando falta energia, a casa continua inteligente?

2020, imprensa, Shutterstock
Algumas considerações sobre um problema que já preocupa instaladores e moradoresShutterstock

Por: José Assunção Rodrigues Júnior

Em uma noite de tempestade, o vento e a chuva torrencial assolam o local onde existe uma casa inteligente. Descargas elétricas e um curto-circuito nos sistemas de distribuição de energia interrompem o fornecimento em todo o bairro. Nesse momento, as casas da região (sejam elas inteligentes ou não) ficam sem energia.

As casas inteligentes estão preparadas para estas situações, nas quais os sistemas eletrônicos podem ser afetados pelas mesmas descargas elétricas que danificam equipamentos eletroeletrônicos e eletrodomésticos? Será que os sistemas continuarão a funcionar quando a energia voltar? Terei que programar tudo novamente?

Para uma residência com muitos circuitos, onde existe um sistema de automação residencial de médio e grande porte, é comum encontrarmos dispositivos de proteção na rede elétrica e nobreaks que protegem a integridade do sistema (que, apesar do período de falta de energia, não perde a programação).

E os sistemas mais simples, principalmente aqueles sem fios, como ficam? Este é um problema que já preocupa instaladores e principalmente moradores de residências que possuem sistemas de automação sem fios, os quais, a princípio, são robustos e podem resistir a certas situações adversas. Mas todo cuidado é pouco!

Ter uma instalação elétrica executada conforme normas, sistemas de proteção adequados e proteger o “cérebro” (bridge, roteador e hub) do sistema são essenciais para garantir que, assim que se restabeleça a energia, a casa volte a ser “inteligente”.

Lembre-se: sistemas que dependem 100% da rede Wi-Fi podem deixar de funcionar por falta de sinal, caso o provedor interrompa os serviços, por causas diversas. Outro cuidado providencial em tais situações é a iluminação de emergência, muitas vezes negligenciada por instaladores e moradores.

Hoje, o celular faz a vez da esquecida lanterna e da antiga vela, que também era utilizada em dias de oração e que se tornou virtual. Acender uma vela virtual pela internet tem o mesmo efeito?

Revista Áudio e Vídeo
Deixe seu Recado