Imprensa

;
14-Dez-2018 08:13
Urbanismo & Desenvolvimento

Florianópolis antecipa em 10 anos metas para alcançar "Lixo Zero"

dezembro, 2018, imprensa,
Florianópolis
O prefeito em exercício, João Batista Nunes, assinou na última sexta-feira (7) o decreto Prefeitura de Florianópolis Lixo Zero 2020 e o Protocolo de Intenções Florianópolis Capital Lixo Zero 2030.

Segundo João Batista, a administração pública precisa ser a primeira a dar o exemplo para reduzir a geração de resíduos na cidade, transformando a cultura internamente. O decreto nº 19.199, antecipa em 10 anos as metas estabelecidas no Programa Florianópolis Lixo Zero para a Administração Direta e Fundacional da Prefeitura Municipal de Florianópolis alcançando o desvio de 90% dos resíduos secos enviados ao aterro sanitário até 2020.

“Uma meta ousada, mas possível com ações simples que dependem da consciência de cada um de nós. Além de darmos esse passo importante de mudança de cultura internamente, convidamos as entidades por entender a sua força como disseminadoras dessa ideia em suas áreas e também da sociedade organizada, que já atuam com ações positivas para o desenvolvimento e nas questões de preservação do meio ambiente sem depender do poder público”, afirmou João Batista.

O protocolo de intenções foi assinado entre a Prefeitura e as entidades empresariais e associações como compromisso de adesão às metas e diretrizes do Programa Lixo Zero em separar e destinar de forma adequada os resíduos gerados em unidades não residenciais até 2030.

Trabalho em conjunto

O coordenador do Grupo Interinstitucional para a Gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos de Florianópolis (GIRS) e membro da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Hélio da Silva Leite Júnior, ressaltou que para avançar nas questões que tratam do meio ambiente é preciso trabalhar de acordo com a política do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos.

“Há muito tempo que o município não consegue mais resolver sozinho os problemas da cidade, por isso essa união é importante. A Prefeitura de Florianópolis entendeu que a sociedade civil precisa estar junto para que cada um faça a sua parte e isso é gratificante”, disse Anita Pires, presidente da Associação FloripAmanhã.

O Programa Lixo Zero foi  criado em junho deste, por meio do decreto Nº. 18.646, assinado pelo prefeito Gean Loureiro. Uma iniciativa pioneira que destacou a Capital catarinense como a primeira cidade do Brasil a aderir a esta agenda. Tanto, que recentemente conquistou o Prêmio Lixo Zero, do Instituto Lixo Zero Brasil. O objetivo do instituto é promover e disseminar os melhores projetos brasileiros que representam a tomada de atitudes sustentáveis em prol do meio ambiente.

“A prefeitura de Florianópolis está saindo na frente mais uma vez e vai estimular e se tornar referência para outras cidades com essa iniciativa”, declarou o engenheiro sanitário e ambiental, representante do Instituto Lixo Zero Brasil, Mark Rae. Ele também destacou diversas ações educativas e ambientais que já estão em prática e que unem poder público, parcerias com empresas e a sociedade.

Ciclo Vivo
Deixe seu Recado